Solicite um orçamento via whatsapp também! Pelo número

41 3016-5137

(41) 3016-5137

R. Paulo Setúbal, 2144 - Hauer, Curitiba - PR, 81670-130, Brazil

©2018 by C2E Brasil. Proudly created with Wix.com

CURVA DE CORRELAÇÃO PARA MEDIDORES DE PARTICULADO

Um tema bastante complexo no cotidiano das empresas é como expressar a concentração de material particulado em fontes fixas. Os instrumentos óticos de monitoramento de particulado contínuo exige uma curva de correlação entre os dados do instrumento e as medições contínuas do monitor de particulado.
A C2E Brasil atendendo essa demanda segue uma metodologia para elaboração da curva de correlação para expressão dos dados em mg/m³ e posterior normalização dos resultados para mg/Nm³.
Para realização deste serviço são necessárias algumas instruções para adquirir os dados de medição do medidor contínuo e os dados de coleta isocinética para obtenção da curva de correlação que atenda a metodologia aplicada a esta finalidade.
Dados necessários para a elaboração da curva de correlação:
- Média de sinal do medidor de particulado durante o período que foi realizada a medição isocinética;
- Dados da medição isocinética (dados em base úmida, não normalizados da concentração de particulado);